Publicações OAB-GO

09/08/2019 08:00

Alego faz homenagem a advogados goianos

A Assembleia Legislativa realizou sessão especial extraordinária dedicada ao Dia do Advogado, que é comemorado em 11 de agosto. Por iniciativa do deputado Delegado Eduardo Prado (PV), foram entregues o Certificado do Mérito Legislativo a 32 profissionais da área. O evento teve lugar no Plenário Getulino Artiaga, na noite desta quinta-feira, 8.

Compuseram a mesa da solenidade, além do próprio parlamentar, o procurador-geral de Justiça, Aylton Flávio Vechi; o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) – Seção Goiás, Lúcio Flavio Siqueira de Paiva; e o presidente da Caixa de Assistência dos Advogados de Goiás (CASAG), Rodolfo Otávio Pereira da Mota.

O deputado Delegado Eduardo Prado abriu os discursos da tribuna, afirmando que a figura do advogado é necessária para a manutenção e a existência da Justiça, que garante um julgamento justo e a convicção que o exercício do contraditório é feito.

“Ainda que tenhamos um juiz justo, sem a ampla defesa e o contraditório, pesa sob o processo a ameaça da nulidade absoluta. E quem realiza isso é o advogado. Profissão essencial, um sacerdócio”, afirmou.

O parlamentar lembrou, ainda, que a profissão teve origem entre os romanos, dos quais surgiram os primeiros leigos que opinavam sobre as penas, não para proferir lucro, mas para apontar os absurdos que poderiam acontecer ao réu.

“Desde sempre, o advogado se posicionou ao lado da sociedade civil, defendendo a população. Como delegado, sempre respeitei esse profissional, primeiro como ser humano, segundo como operador do Direito, que tem direitos e deveres. Sempre alertando aos meus auxiliares para não cometerem abuso de autoridade ou qualquer forma de cerceamento de defesa”, relatou.

O deputado disse, por fim, que os homenageados presentes na sessão transformam o Direito e a sociedade goiana. “Mudam a forma de pensar dos tribunais, influenciam o Estado e iluminam a sociedade quando está à beira do autoritarismo. A todos vocês muito obrigado por permitirem que eu, como parlamentar, possa ajudar a escrever as leis que vocês irão questionar ou utilizar nos tribunais”, enfatizou.

Advogados

Da tribuna, o presidente da OAB-GO, Lúcio Flávio Siqueria de Paiva, primeiramente agradeceu ao deputado Delegado Eduardo Prado pela bela homenagem à advocacia do Estado de Goiás e aproveitou para reconhecer, de público, a sua parceria com para com a OAB, principalmente pelo apoio incondicional à manutenção integral do Fundo de Pagamento à Advocacia Dativa de Goiás, que não passou na Casa.

“Esse momento é sempre muito importante para nós, profissionais, porque temos a oportunidade para mostrar à sociedade a importância da nossa profissão. Tenho a honra de já estar no primeiro ano do segundo mandato meu à frente da OAB. Sempre destaquei a importância da advocacia, sua história e tradição, as qualidades que o profissional deve ter” declarou Lúcio Flávio.

Ainda, propôs uma reflexão aos homenageados: “o momento que vivemos no Brasil já exige muito da Ordem dos Advogados e da advocacia brasileira, e seremos cada vez mais cobrados a nos posicionar sobre o que temos visto acontecer no País, não só nos meses recentes, mas nos dias recentes”, apontou.

Ao esclarecer, se referiu ao fato de que, há cerca de dez dias, a OAB foi tragada e colocada no centro do debate político do Brasil por uma declaração “extremamente infeliz do Presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), que de maneira irônica e com desdém se referiu ao que aconteceu com o pai do atual presidente da Ordem, Felipe Santa Cruz, quanto ao seu desaparecimento no Regime Militar”.

Lúcio Flávio disse, ainda, que essa fala infeliz acabou por colocar mais lenha em uma fogueira que já está muito grande, colocando a OAB, mais do que nunca, no centro do debate político no país. “Não temos o diálogo essencial à formação dos consensos democráticos, mas sim uma guerra ideológica, com extremos à esquerda e à direita, que querem fazer prevalecer sua visão de mundo. E os maiores interesses da nação brasileira ficam em segundo plano. Uma guerra que não tem vencedores, mas um inexorável perdedor: a República Federativa do Brasil”, defendeu.

Por fim, o presidente da OAB Goiás disse ainda que a Ordem tem que cumprir uma função essencial: promover a pacificação da nação Brasileira. “E para isso, precisamos, em geral, ter moderação. Essa é a palavra de ordem a partir de agora a toda advocacia brasileira. Precisamos trazer a palavra de moderação no momento em que ninguém está disposto a dialogar”, reforçou.

O advogado Rodolfo Otávio Pereira discursou em nome dos homenageados. Ao subir à tribuna, elogiou o discurso do orador que o antecedeu. Falou que a homenagem da noite se trata de um momento de muita gratidão e agradeceu à Assembleia por toda contribuição que tem dado à advocacia brasileira.

“Agradeço ainda ao Presidente desta Casa, Lissauer Vieira (PSD), a toda Mesa Diretora e membros do parlamento. Teremos gratidão eterna e contem sempre com a Ordem para aqueles chamados de interesse da sociedade civil. Muitíssimo obrigado a todos”, encerrou.

 

Homenageados 

Ana Karla Matias de Andrade
André Raggi Nunes
Andrei A. Ribeiro de Souza Barbosa Aparecida
Anielle Cristine de Paula Izarias
Antônio Carlos da Silva Barbosa
Carlos Alberto de Carvalho
Fernando Almeida Iwace
João Coelho de Souza Junior
Leandro Pereira da Silva
Leonardo Halley Antunes Nascimento
Luciano do Valle
Luciano José Braz de Queiroz
Márcio Moraes
Marcio Rodrigues Vieira
Marco Aurélio Basso de Matos Azevedo
Meiri Nogueira Ferreira de Abreu
Nayane Curi Oliveira Condemarin
Néli Cárita Máximo Figueirêdo
Orlando Soares de Mesquita Filho
Paula Alexandrina Vale de Medeiros
Rafael Augusto Justino Pereira
Rafael Lara Martins
Reginaldo Caldas de Araujo
Rodolfo Otávio Pereira da Mota Oliveira
Sandro Rodrigues dos Santos
Sebastião Justo Neto
Thadue  Botêga Aguiar
Thaís Inácia de Castro
Thales José Jayme
Uigvan Pereira Duarte Filho
Vanessa Cândido da Costa
Wellington de Bessa Oliveira

 

(Da Assessoria de Imprensa da Alego)

Compartilhar: