Publica��es OAB-GO

22/09/2022 09:00

Jacó Coelho aponta as transformações trabalhistas na abertura do 26º Congresso Goiano de Direito e Processo do Trabalho

As transformações trabalhistas foram destacadas pelo presidente da Caixa de Assistência dos Advogados de Goiás (Casag), Jacó Coelho, em seu discurso de abertura da 26ª edição do Congresso Goiano de Direito e Processo do Trabalho, evento realizado pelo Instituto Goiano de Direito do Trabalho (IGT) em conjunto com a Associação dos Magistrados Trabalhistas da 18ª Região (AMATRA) na última quarta-feira (21), no auditório do Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região (TRT-18).

Segundo ele, há uma revolução acontecendo no Direito do Trabalho, em que cabe a todos os operadores do Direito entenderem seu curso para se inserirem nesse processo com maestria. “Os contratos por prazo determinado se disseminaram, a terceirização de serviços se tornou uma realidade e, infelizmente, ainda há situações de negação de direitos historicamente conquistados”, citou Jacó como alguns exemplos de mudanças na matéria.

O presidente da Casag afirmou que a relação do empresário e empregado não é mais a mesma e as mudanças legislativas imprimem novas configurações de cenários a cada ano. “A Justiça do Trabalho exerce um papel de suma importância neste processo, no tocante à manutenção de Direitos e da ordem constitucional. No entanto, a manifestação do Judiciário só é possível porque há advogados trabalhistas em todos os cantos do Estado, peticionando e interpondo recursos”, destacou.

Advocacia trabalhista

“A advocacia é o principal veículo de acesso à justiça”, ressaltou Jacó Coelho ao afirmar que a profissão deve ser ouvida e respeitada diante da sua insigne relevância para a pacificação social e manutenção de direitos.

“Quando um advogado requer um direito ou contesta um pedido, não fala por si só, mas pela defesa do cidadão ou do empregador injustiçado, violado em sua dignidade, do qual jamais poderá ser retirada a esperança de postular perante os poderes constituídos. Muitas vezes, nós advogados somos a última esperança de dignidade, de reparo à injustiça, de barreira ao arbítrio”, disse o presidente da Casag.

Jacó Coelho também destacou a atuação do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil - Seção Goiás (OAB-GO), Rafael Lara Martins, no Direito do Trabalho. Além disso, aproveitou a ocasião para participar da homenagem ao desembargador Platon Teixeira de Azevedo Filho, que teve como marca de sua gestão à frente do TRT o respeito e diálogo com a advocacia goiana.

Compartilhar: