Publicações OAB-GO

03/08/2022 17:00

Em Luziânia, Casag participa do primeiro evento de interiorização da campanha Advocacia sem Assédio

No primeiro evento de interiorização da campanha Advocacia sem Assédio, a Caixa de Assistência dos Advogados de Goiás (Casag) defendeu a importância do apoio institucional e dos espaços de acolhimento às vítimas. O evento aconteceu na terça-feira (02/08), em Luziânia. A vice-presidente da Casag, Néli Cárita, representou a entidade.

“Toda mulher precisa ter segurança para desenvolver as suas potencialidades, sua capacidade de liderança. O acolhimento institucional é condição primária para que a mulher submetida a estas cenas de violência possa iniciar o processo de cura e de justiça”, declarou a vice-presidente. 

Além do apoio institucional à campanha, a Casag contribui com a confecção dos kits distribuídos nos eventos que contêm materiais de conscientização.

Lançada em junho, a campanha vai chegar a todo o Estado por meio de eventos regionais, rodas de conversa e realização de lives, além da vistoria contínua do canal de denúncias (acesse aqui).  

O evento na cidade do Entorno do Distrito Federal recebeu palestras da conselheira federal da OAB Nacional e presidente da Comissão Nacional da Mulher Advogada (CNMA), Cristiane Damasceno; da presidente da CMA da OAB-GO, Fabíola Ariadne; da presidente do Tribunal de Ética e Disciplina (TED), Ludmila Torres; e da presidente da subseção de Luziânia, Thaís Paiva. 

Campanha

A presidente da CMA, Fabíola Ariadne, frisou a necessidade de engajamento geral para o combate ao assédio. “Continuo reforçando a importância de toda a advocacia aderir a esta causa e participar da campanha. Não fechar os olhos se presenciar alguma situação que configure assédio. Como diz o nosso mote: “A luta não é de uma, é de todas. E de todos", evidenciou.

Primeira mulher eleita para presidir a subseção, Thaís Paiva externou que Luziânia ficou “imensamente feliz em dar o pontapé inicial dessa campanha pelo interior do Estado de Goiás”. “Isso demonstra que todo o sistema OAB tem um só objetivo: apoiar, acolher e não se omitir diante de um assunto tão sério que é o assédio na vida das mulheres advogadas”, afirmou. 

Interiorização 

Luziânia foi a primeira subseção a receber a campanha Advocacia sem Assédio. Segundo a presidente da CMA, Fabíola Ariadne, o projeto é levar a iniciativa para todas as subseções. Para organizar a logística de apresentação, a CMA elaborou um formulário para inscrição das subseções interessadas. Clique aqui para acessar o formulário 

A Campanha Advocacia sem Assédio tem um canal de denúncias, administrado pela Comissão Nacional da Mulher Advogada (CNMA) da OAB Nacional. As denúncias podem ser feitas por meio do endereço eletrônico www.advsemassedio.org.br 

O formulário on-line solicita dados pessoais e oferece um campo para o relato da denúncia. 

 

Fotos: Rafael Salazar

Compartilhar: